Home >  Conheç¡ o instituto >


Apresenta磯

O Programa dos Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (www.cnpq.br/programas/inct), desde 2008, criou uma centena de Institutos dedicados à pesquisa, desenvolvimento e educação em diferentes áreas estratégicas para o país. Estes Institutos, localizados em diferentes regiões do Brasil, estão sob a coordenação de uma instituição-sede com competência em determinada área da ciência, e devem funcionar de forma a atuar em redes de competência e ação dentro e fora do Brasil.

O programa é conduzido pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), por meio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em parceria com as fundações de amparo à pesquisa estaduais - a FAPESP no caso do Estado de São Paulo (www.fapesp.br)

O Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia das Doenças Associadas ao Papilomavírµs- INCT-HPV, ou simplesmente Instituto do HPV, tem como missão contribuir para o conhecimento das infecções e doenças causadas pelo papilomavírµs humano (HPV) em diferentes níveis, compreendendo:

1. Pesquisa científica básica e aplicada sobre vários aspectos da biologia dos HPVs, da epidemiologia dos tumores associados ao HPV e das modalidades de diagnóstico, prevenção e tratamento das infecções e doenças causadas por HPV. Nestes trabalhos participam profissionais de diversos grupos de instituições com competência estabelecida no assunto, tanto no país quanto no exterior.

2.Formação de recursos humanos especializados no assunto, tanto para a geração de profissionais dedicados à pesquisa científica, quanto à prática clínica, ensino e divulgação. As principais atuações em nível de graduação envolvem a criação de Ligas estudantis na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, o apoio a projetos de iniciação científica entre os acadêmicos de cursos superiores de Medicina e outros cursos universitários. Há revisão de cursos e estágios técnicos, explorando, entre outros, programas existentes de interação empresa-escola. A formação em nível de Pós graduação envolve programas de graduação lato sensu, e sensu-stricto, através da promoção de cursos de curta e longa duração, de extensão, especialização e aperfeiçoamento, além¬ do desenvolvimento de linhas de pesquisa de graduação para formação de mestres e doutores.

3. Transferência de conhecimento para a sociedade em geral, através de projetos comunitários já em vigência tais como o Projeto Expedições da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo - PECA: oferece assistência médica global associada a orientação populacional em casos específicos a comunidades carentes ; PEMSE - Programa de Extensão para Multiplicadores de Saúde nas Escolas; EDUCASUS - ensino e treinamento à distância de profissionais de saúde das diversas Santas Casas do Estado de São Paulo e outras instituições associadas, via telemedicina ); Educa São Miguel (projeto social que visa o treinamento de agentes de saúde e conscientização da população; Projeto Exclusão social e a gravidez na adolescência, entre outros.

Plano

- Criação de um ambiente atraente e estimulante para alunos de diversos níveis, do ensino médio à graduação, responsabilizando-se pela formação de jovens pesquisadores e profissionais.

- Implantação de cursos ou disciplinas de pós-graduação, treinamento tecnológico de alto nível ou implantação de metodologias laboratoriais inovadoras que permitam avanços científicos substanciais ou desenvolvimento tecnológico inovador.

- Mobilização e agregação dos melhores grupos de pesquisa dedicados ao estudo das infecções e doenças causadas por Papilomavírus, de forma articulada, com atuação em redes, agregando competências e formando um centro de pesquisa efetivamente funcional.

- Compartilhamento de tarefas e execução de projetos específicos originais e bem fundamentados situados na fronteira da ciência ou de relevância estratégica para o país tais como a criação de condições de pesquisa tanto básica quanto clínica nas instituições participantes, favorecendo a atuação em redes.

- Estabelecimento de um mecanismo de indução, fomento e gerenciamento de profissionais mobilizados para a resolução de problemas práticos das doenças causadas pela infecção pelo HPV, tais como o desenvolvimento de testes diagnósticos, o estabelecimento de programas de rastreamento e vacinação profilática contra o HPV, e novas estratégicas para a terapia dos tumores associados a HPV.

- Relacionamento com empresas que invistam na geração de produtos financeiramente satisfatórios para o desenvolvimento de patentes e drogas comerciais, no Brasil e exterior.

Missao

O Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia das Doenças Associados ao Papilomavírµs - INCT-HPV, ou simplesmente Instituto do HPV, tem como missão contribuir para o conhecimento das infecções e doenças causadas pelo papilomavírµs humano (HPV) em diferentes níveis, compreendendo pesquisa científica básica e aplicada, formação de recursos humanos especializados no assunto e transferência de conhecimento para a sociedade em geral.

Sede

O O INSTITUTO DE PESQUISA DA SANTA CASA foi inaugurado em 26 de novembro de 2012, tendo sido imediatamente ocupado pelo INCT-HPV.

Uma infra estrutura moderna e funcional composta de laboratórios, gerais e de apoio, escritórios, sala de reunião e auditório, foi disponibilizada à Santa Casa de São Paulo e à TODA comunidade científica, visando abrigar e permitir a realização das metas do INCT-HPV e de quaisquer ações que promovam ciência e tecnologia com qualidade, além de formação de recursos humanos e transferência de conhecimento especializado em todos os níveis, incluindo divulgação para a sociedade em geral.

Para a criação da Sede, foram utilizados recursos provenientes da FAPESP e do CNPq, Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, tanto para a compra, quanto para:

- Parque de Equipamentos - FAPESP
- Reformas para montagem dos laboratórios - CNPq, FAPESP, FCMSCSP e ISCMSP.